Estudos científicos comprovam que a repetição constante de determinadas palavras provocam no cérebro reações químicas que ocasionam surtos psicóticos de gravidade variada.

Em experimentos com cadelas observou-se que a repetição das palavras SIMMMMM DOMMMMM, provocam vibrações no lóbulo temporal esquerdo, acionando um neurotransmissor responsável por ocasionar conseqüências que vão desde salivação abundante até ataques principalmente as canelas dos incautos.


Cientistas escobriram recentemente que a cura de tal psicose é o bom humor e a alegria de viver, motivo pelo qual este espaço foi criado.

Esse cantinho foi criado para isso... sem intenção de ofender a desrepeitar quem quer que seja... sabemos que zoamos a tudo e a todos, inclusive e principalmente a nós mesmas, justamente para não nos levarmos tão a sério. Nosso prazer cheio de dogmas e regras. Mas...caso alguém se sentir assim... pedimos desculpas... massss continuamos mesmo assim e se o surto for grave... compreendemos... afinal.. somos subs de alma... mas em surto.



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O que é ser submissa de alma®?

Segundo dicionário Michaelis submissão é:

1 Ato ou efeito de submeter ou submeter-se.
2 Disposição a obedecer.
3 Humildade.
4 Sujeição.
5 Humilhação voluntária.
6 Obediência espontânea

No mundo baunilha, quando se fala em submissão, chega a ser uma ofensa, num mundo onde a mulher lutou pela igualdade homem=mulher como uma mulher pode se submeter a um homem?

Vamos lá, não estamos aqui para falar de baunilha, bem porque baunilha me lembra sorvete e estou de dieta.

No mundo BDSM para muitos, a definição de submissão ainda tem sido muito confusa, por isso estamos aqui, para tentar esclarecer, ou mesmo abrir uma discussão sobre o assunto, afinal, somos fonte de informação, ou se preferir, fonte de confusão. No BDSM, quando se fala em submissão, se fala em algo lindo, a entrega total da submissa de alma® ao Dono, a abdicação de suas vontades com um único foco, o prazer do Dono. As imagens que são publicadas por aí então, de tão belas chegam a despertar o desejo de algumas baunilhas se tornarem submissa de alma®.

Quem são essas mulheres submissa de alma®?

Engana-se quem acha que são mulheres frágeis que precisam de alguém que as proteja ou que as esconda. Entenda, não estou falando que não é DEVER do Dono cuidar de sua sub, é dever sim, isso é fundamental numa relação. O que quero dizer é: submissa de alma®, não são moscas mortas, e no dia a dia, são mulheres batalhadoras e inteligentes, e muita delas, ocupam cargos de destaque onde trabalham, e nem pense que, submeter essas mulheres é matéria fácil. E pra quem ainda acredita serem moscas mortas, vem mexer com as moscas mortas.

A mulher submissa de alma® tem algum direito dentro do BDSM?

Existem dois direitos da submissa de alma®: escolher a quem quer se submeter. Sim, elas têm direito a escolha, afinal, como foi dita anteriormente, não são submissa de alma® por acaso, se submetem por opção. Óbvio que toda regra tem sua exceção, no dia a dia mesmo, se olharmos em nossas voltas, veremos mulheres que nem sonham o que é BDSM e são verdadeiras submissa de alma®, mas quando falo aqui em escolha, é a vantagem de ser submetida a quem eu quero me submeter. O segundo direito da submissa de alma® é a entrega da coleira, no momento que a relação não faz bem para mesma, tendo ou não motivos, ela tem todo direito de abrir mão e ser livre novamente.

O que ocorre na negociação entre um Dominador e Submissa de alma®?

Agora começa o problema. Eu também ainda procuro saber o que é negociar. Vejam o diálogo entre uma sub e um Dominador.
Dom: O que você curte?
sub: Sr, eu sou submissa de alma®.
Dom: Tá, mas o que você curte?
sub: eu gosto de dominação psicológica, velas, spanking com flog, canne e...

Paaaaaaaaaaaaaara tudo!!! Que tipo de diálogo é esse? A submissa de alma® está desenhando o que pode ocorrer ou não na relação, é isso que entendi? É isso que o Dominador quer, que a sub facilite o que Ele deveria saber fazer? Eu sei que muitos vão ser totalmente contra o que estou falando, me desculpe, mas se for para eu desenhar o que pode ou não ocorrer numa relação Dominador/submissa de alma®, eu prefiro mudar de lado e ser Dominadora, obvio que esperamos que os Dominadores trabalhem dentro do SS (São e Seguro), já sei, vão me perguntar do consensual, mas se você prestar atenção, o Consensual já foi acordado, quando a submissa de alma® se entregou nas mãos do Dominador, foi o consenso que Ele dominaria e ela se submeteria. Sei que muitos devem estar dando pulos dizendo, isso é um absurdo, a luanna surtou de vez... olha, isso é um jogo para adultos, se não sabe brincar, não desce para o play.
É lógico que a submissa de alma®, vai reclamar, argumentar, sapatear, mas está nas mãos do Dominador saber conduzir a situação, saber em que momento usar, o que explorar, lógico que, dentro do São e Seguro.

Existem alguns cuidados que a submissa de alma® deve ter?

Obvio que sim, a submissa de alma® deve ser prudente, ter bom senso nas suas escolhas, ter cuidado ao se encantar. Lembre-se, não é a submissa de alma® que tem que provar que é submissa de alma®, o Dominador que tem que provar que é dominador, Primeiro o Dominador submete a submissa de alma®, o Dominador domina a submissa de alma®, Sempre o Dominador primeiro, Submissa de alma®s de verdade, são peças raras no mercado, e devem se valorizar por isso, A submissão não deve ser uma entrega gratuita, como um beijo que você já deu à um estranho em uma balada. Deve ser conquistada, deve ser merecida.
Sei que hoje, Dominadores de verdade estão em falta no mercado também, mas com certeza, ainda existem, e não pense que você vai perder a oportunidade de pertencer a um Dominador porque você jogou duro no inicio. Um Dominador gosta do desafio. Ser submissa de alma®, não significa ser fácil, muitos homens tem se infiltrado no meio BDSM por acharem que aqui existem sexo fácil, que é regra básica de uma submissa de alma® é fazer sexo anal e fazer oral até o final e ainda trazer uma amiguinha para sessão, se nós submissa de alma®s não tivermos o cuidado de mostrar que não somos fáceis, a tendência é isso crescer, portanto não esqueça submissa de alma® não é sinônimo de mulher fácil, mulher fácil se encontra em qualquer esquina, submissa de alma® é peça de luxo, é coisa para poucos.

E onde entra o que o que nosso amigo Michaelis definiu como submissão?

É dever de uma submissa de alma® cumprir cada item do que foi explicado pelo Michaelis, portanto, com responsabilidade. Não entregue a quem não mereça, faça tudo com responsabilidade e viva o lado gostoso de ser Submissa de alma® por opção.

18 comentários:

Fil - Master of Puppets disse...

Acho muito complicado que se inicie uma relação D/s, não sem negociação, mas pelo menos sem saber o que a outra parte gosta, quais são os limites, etc.

Claro que existem subs que obtém o prazer por estar satisfazendo o/a Dom(me), até com aquilo que não gostam. Mas limites tem que ser estabelecidos, na minha opinião, para uma experiência mais gostosa das suas partes.

No mais, ótimo post! Parabéns

Um Beijo

dom vermelho disse...

Gostei e concordo com o texto,e vou analiza-lo a partir da sua itemização.
Quando vc define a sub e fala dos seus direitos a sua definição é irrepresensível,mas ,como voce mesma se refere,é complicado falar sobre negociação e ai voce fica na análise superficial.
Quanto ao dominador perguntar o que a sub gosta nada de equivocado porque naturalemente cabe ao dono colocar o seu caminho,até porque se asub não aderir não há porque continuar. A sub é um objeto mas não inanimado, animado. Portanto cabe ao dono anima-lo para si e assim é um caminho saber da sub várias coisas ,o que pensa ,o que gosta ou não.
O dono manda e comanda e por isso tem que estar na frente,e tem que saber estar na frente.
Quanto ao ultimo item, o mercado de subs e doms é carente assim como o mercado real tb é carente de tudo. A propaganda do itaú sobre previdencia privada é interessante ;
http://www.youtube.com/watch?v=9iqXBCDyDas&feature=related e ambigua mas mostra o mundo pronto que muitos querem em todos os sentidos.

Pérolanegra disse...

Gostei muito da abordagem, amiga.
Pseudo-dominantes, assim como pseudo-submissas (os)existem aos montes no meio.

Esse texto, a meu ver, não tem a intenção de denegrir e/ou colocar a posição de ninguém em especial em xeque, mas, tão somente, alertar os praticantes, inclusive a parte submissa do jogo, sobre uma melhor conduta e postura, na hora de fazer sua escolha.

Submissão é coisa séria. E nós, surtadas, encaramos o assunto com seriedade. Claro que, havendo oportunidade, uma alfinetadinha é inevitável (...rs), mas sem diminuir a importância e relevância do assunto para nós, nem tão pouco, agredir e/ou ofender outrém.

Cítrica como sempre... rs

Feliz ano novo, surtada-mor!!!

Beijocas.

Anônimo disse...

Não sei se concordo. O texto tem seus fundos de verdade, claro.

Mas tirando a parte "irônica" do termo, ainda não consigo conceber uma definição de submissão de alma que não seja desmerecendo o gênero.

Não acredito no "meu prazer é o prazer do Dono" porque senão estariamos felicissimas em servir a um homem baunilha e ve-lo feliz, se é APENAS a felicidade do outro que conta, e não o nosso desejo de se submeter e o masoquismo.

A felicidade de servir e agradar o Dono é parte da submissão, e parte da entrega da mulher submissa, mas onde fica os desejos primários que nos trouxeram até aqui?

Pensando...

Anônimo disse...

Eu achei o texto ate legal, interessante, mas nao tem quem me convença com essa coisa de sub de alma, acho que as pessoas complicam o que é facil. Eu fico esperando o momento onde vão aparecer Dominadores de almas tb. Assim fica mais facil sobreviver ao sm, sem tantos questionamentos.
Consensual, confiar e se entregar, e o Dominador ter responsabilidade com essa entrega. Se a sub é de alma e o Dominador não é,rsrsrs complica.

luanna disse...

Fil meu querido, bem vindo!
Não disse que o Dono não é importante o Dono conhecer os desejos da sub, mas peloamor, os Dons tem que saber se colocar, ter postura diante de uma sub, ou a sub acaba dando rumos a relação.
Beijinhos.

luanna disse...

Dom Vermelho, um prazer ter o Sr por aqui... O Sr entendeu direitinho o que eu quis colocar, isso me deixa feliz! Porque na verdade, todos querem uma coisa simples "a submissão" e desde quando isso é simples? Ah, que bom seria se ao acordarmos de manhã todos os dias, o café da manhã já estivesse posto na mesa com pão francês quentinho... o povo precisa acordar, Dominador que é Dominador sabe que vai ter trabalho sim na construção da submisa, e digo mais, se encontrar uma,que nem te conhece e já está de quatro buscando ossinho, desconfie!!!
Bjinhos.

luanna disse...

Perola amiga querida... o seu post nem preciso responder, pois são dias e dias que uma fica lendo a outra no msn... rs
Cada dia nos surpreendendo mais, uma dando força a outra... que bom seria se todas as submissas conseguisse ter esse elo...
Bjinhos.

luanna disse...

Anonimo primeiro...
O termo submissão de alma, sem duvida nenhuma, foi totalmente ironico, surgiu após cansativas vezes lermos as "submisas de alma" exaltando os "Donos de mim"...
Submissa de alma, não existe, o que existe são pessoas que possuem o mesmo foco: buscar o prazer!
Se de alma fossemos submissas, não escolheríamos a quem nos submeter, e sim, seriamos submissas até do porteiro do prédio.
Bjinhos.

luanna disse...

Anonimo dois, a resposta para o anonimo um serve para você também!!!
Bom te ter por aqui... Bjinhos

duda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Ainda estou tentando entender os conceitos, posturas, "dogmas" e posicionamento para depois, quem sabe, emitir minhas opiniões.
Sou uma super respeitosa curiosa tentando por a pontinha do pé no meio.
Adorei a apresentação do blog quanto ao surto das subs.
sandra.bovary@hotmail.com

µrsiŋђα Ѽ  disse...

Minha linda amiga que belo texto, desculpa a grande demora, porem estou super afastada do blog..

bem eu aplaudo seu texto, tem muita sub que sai do BDSM sem nem ter experimentado o que é de verdade "O BDSM" devido a uns Tos sem noçao q ler meia duvia de contos um ou outro Dom falar q faz isto e aquilo e ele acha q ja sabe tudo ja pode tudo. eu diria que ser dom é bem mais que isto a base esta no relacionamento na continuidade a cada dia. nao se pode nunca chegar e fazer o que pessoas que nao so já estao a anos no meio estao fazendo, nem repetir atos de contos.. fala serio né.

bjs
ursinha

dog pet disse...

gostei muito das explicações!!

petbeijos...

Angelike Diabolike disse...

No meu entender, sub de alma deixa seu Dom achar que manda, e ela fingir que obedece.
No fim o Dom, só vai mesmo até onde e como a sub permitir. :P

myrah disse...

eu tardo mas não falho...

O texto é show e convenhamos... Se na negociação o Dominador me deixa desenhar para ELE o que eu "curto" certamente ponho a fila para andar... Não to aqui pra fazer o que eu curto, eu to aqui pra fazer exatamente o que eu nem sonho ser capaz de fazer...

E submissa de alma? Quem? eu?


carinhos e flores
de myrAh

naima do Sr. Himes disse...

Engraçado, eu estava conversando com meu Dono esses dias justamente sobre isso. Ele e eu concordamos que nossa relação com o SM é totalmente ligada ao fetiche. É a nossa maneira, outros podem querer entregar sua alma, sua vida e suas decisões nas mãos dos outros, mas isto pode acontecer fora do contexto SM também. A coisa entre nós poderia ficar complicada porque, além de Dom e sub, somos enamorados e praticamente casados, porém nós sempre vivemos com a máxima sinceridade e colcamos tudo às claras. E lá se vão três anos de coleira, amor, D/s, fetiches e muita sacanagem.
Adoro o blog cd vcs!

Anônimo disse...

Senhor e Mestre Dom Lu, belo 1,78 branco em forma, bem resolvido, Moro em Brasília e especializado em DS e Anal profundo com castigos e adestramento total as escravas submissas. Busco escravas submissas que desejam servir em total plenitude um Mestre e Senhor, escravas de Brasília e outros estados que possam vim até o seu Mestre e Senhor. Acessem (61) 99638-1012
Somente escravas que desejam ser adestradas e servir.